LEIRIA - FÁTIMA

 

2017 /2018

2016 2017

ENCONTRO DE "REUNIÃO DE GRUPO E ULTREIA" - 2016/11/26 - LEIRIA /FÁTIMA

Atividade Formativa “Grupo e Ultreia” – 26/11/2016

Com o apoio do Secretariado Nacional, no âmbito das diferentes atividades que coloca à disposição dos Secretariados Diocesanos, decorreu no Seminário Diocesano de Leiria a 26/11/2016, uma atividade formativa sobre o tema “Grupo e Ultreia”.

Foram quase 50 os cursilhistas presentes, que, aproveitando para estreitar laços de amizade, ouviram da equipa que o Secretariado Nacional fez deslocar para o efeito, abordagens sobre como realizar as reuniões de grupo e ultreias, indispensáveis ao crescimento cristão de todos quantos viveram um Cursilho de Cristandade.

Logo no início dos trabalhos, foram os presentes despertos para a necessidade de se manterem unidos aos outros e a Cristo, entregando-se, dando-se, cultivando e vivendo a amizade, fiéis ao seu ensinamento «Vê-de como eles se amam».

Se o principal objetivo quando se vai a cursilho, é ficar preparado para «ir ao encontro dos outros» nos diferentes ambientes em que estamos inseridos, relembrámos também nesta formação que podemos ser sempre melhores se fizermos o caminho do Pai, chegando aos outros pela amizade, salvaguardando a coerência entre o testemunho que damos e a nossa própria vida, chegando aos que precisam com uma caridade sem nome, sem identificação, na certeza apenas de que «Deus é o outro de todos os outros».

O Senhor fala-nos a toda a hora e por todos os meios.

A Fé e a vida cristã são realidades que se celebram, que se testemunham em Igreja, sendo na comunidade que se encontra o ambiente ideal para fermentar cristandade. Por isso, a importância dos grupos e das suas reuniões periódicas, que sendo unidades naturais de amizade, devem centrar a sua ação «assumindo o passado, vivendo o presente e tendo esperança no futuro».

Na meditação «Ide e Fazei Discípulos de Todos os Povos», o diretor Espiritual Pe. Alcides Neves, deixou a mensagem de que «Deus não precisa de nós, mas não dispensa a nossa colaboração», salientando ainda a importância do nosso testemunho, pois ele será resultado do que for a nossa vida.

A terminar, ouviu-se o testemunho de um jovem de 39 anos de Évora, que nos falou do seu percurso pós-cursilho, que já vai em 12 anos, da forma como mudou a sua vida, as suas relações nos ambientes, pessoais, familiares e profissionais, e a importância da oração no seu dia a dia e nos momentos mais difíceis, ressalvando que para ele hoje seria impossível viver sem oração, pois aprendeu a estar «de joelhos diante de Deus e de pé diante dos homens».

Foi uma jornada de trabalho, mas também de convívio e de partilha, cujo resultado foi francamente positivo.

Diocese Leiria/Fátima

Secretariado Permanente

ENCONTRO DE VIDA

2015/11/28

-----------------------------------------------------------------------------

INÍCIO

 contador de visitas

______________________

______________________